Viagem à Finlândia. Roteiro de 7 dias pela surpreendente Helsinque. Parte 2

Após um maravilhoso dia na capital da Estônia, Tallinn, retornamos ao roteiro por Helsinque. Ops… #sqn. Uns dias antes decidimos fazer outro bate e volta, agora na Finlândia mesmo, até a cidade de Lahti, que fica a 104 km de Helsinque. Uma nova experiencia nos esperava.

Dia 4 – Helsinque. Acordamos e fomos até a locadora de veículos Sixt, que fica dentro do Hotel Hilton, para retirar o carro locado pela internet. Almoçamos lá no hotel mesmo. Tinha um pequeno buffet com preço atrativo e comida saborosa. Destemidos e motorizados partimos no Skoda Octavia em direção a pequena Lahti. Ah, já ia me esquecendo de contar o motivo que nos fez ir até a Lahti: assistir a um show da cantora lírica finlandesa Tarja Turunen. Era uma turnê especial de natal que ela estava fazendo pela Finlândia e não poderíamos perder essa oportunidade, né? A apresentação aconteceria em uma pequena igreja, Ristinkirkko Lahti. Logo que chegamos à cidade, fomos até a igreja para fazer o reconhecimento do local. Feito o reconhecimento inicial, paramos em um café chamado Expresso, que eu comentei no post anterior. Lá, começou a nevar. Foi a primeira vez que vi neve caindo e em quantidade. O show foi espetacular. As canções foram todas em finlandês mas dava para reconhecer a melodia das canções natalinas tradicionais. Saindo da igreja, nosso carro estava coberto de neve. Voltamos para Helsinque ainda com muita neve caindo, na estrada e no carro. ADOREI!

Dia 5 – Helsinque. Voltando ao roteiro pela capital finlandesa, Helsinque amanheceu com uma paisagem espetacular, toda branquinha :o) Seguimos conhecendo os lugares, passeamos pela Estação Ferroviária Central de Helsinque. Na praça ao lado da estação central, fica a pista de patinação no gelo ao ar livre. Ainda não estava funcionando. Inaugurou há uns dias após nossa partida. Ao redor da praça também está o belíssimo prédio do Teatro Nacional. Caminhamos até Central Library Odi, uma biblioteca pública com design contemporâneo que é uma atração a parte. Ficamos horas conhecendo os andares e interagindo com as atrações. A biblioteca estava cheia de pessoas e tem uma vista linda no ocaso. Em frente, fica o letreiro de My Helsinki onde fizemos várias fotinhos! Seguindo encontramos o Parlamento finlandês e um pouco mais adiante (é uma boa caminhada) a Igreja de Pedra, Temppeliaukio kirko. É luterana quase subterrânea, escavada diretamente em rocha contínua. Uma igreja realmente diferente das que conheci!

Dia 6 – Helsinque. Não lembro a temperatura, só me recordo que estava super frio esse dia. Fomos ao parque onde se encontra o Monumento a Sibelius. Era uma escultura com mais de 600 tubos de aço, ocos e soldados em uma forma que imita uma onda. Havia uma senhora cantando num dos tubos. O som era perfeito. Um parque lindo, todo branquinho pela neve que caiu e com o lago congelado. O parque todo era como cena de um filme. Próximo ao monumento fica o Café Regatta. É literalmente uma casinha à beira-mar, uma cabana vermelha com decoração campestre. É um charme, mas o espaço interno é super apertadinho. Grelhei minha própria salsicha na fogueira no patio do café. #soudessas hahaha Atravessamos a cidade para encontrar com a Lili, do blog Hey I am Lili. Antes de ir à Finlândia, praticamente li todo o blog dela, persegui ela na instagram e ela ainda teve disponibilidade para se encontrar comigo! Não é uma fofa? Nos encontramos no Café Úrsula, sugestão dela, e não poderia ter sido melhor. Uma região lindíssima!

Dia 7 – Helsinque. Dedicamos esse dia a nossa partida para o Norte da Finlândia. Descansamos pela manhã, conferimos e arrumados as malas e partimos ao nosso destino final dessa viagem.

Até breve. Gi

top spot

O Café Regatta apesar de ser muito pequeno, o ambiente vale a visita. O Café Ursula fica em uma região lindíssima que eu não teria conhecido se não tivesse ido ao café. O show da Tarja foi realmente um espetáculo. Ela estará no Brasil entre 1 a 5 de setembro de 2020.

feelings

Nossa aventura pelas terras geladas Finlândia foi espetacular. A Finlândia realmente me surpreendeu de várias maneiras. A cidade é super contemporânea, tecnológica, poliglota, atenta as práticas sustentáveis e hábitos mais saudáveis. Não deixe de experimentar a bebida típica finlandesa, Valhalla, um licor muito saboroso. Inclua esse item na sua lista de souvernirs. Os chocolates finlandeses da Fazer são tão deliciosos quanto os chocolates Belgas e Suíços. Adorei conhecer os cosméticos finlandeses da Lumene, dica da Lili do blog, Hey I am Lili (eu trouxe vários).

info

Quem vai à Finlândia e precisa de dicas não deixe de conhecer o blog da Hey I am Lili, uma brasileira que vive em Helsinque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s